0
Skip NavigationMenu

Estudo Pigart

GIST (tumores do estroma gastrointestinal) é um dos tumores do aparelho digestivo muito raro e desenvolve-se, ao contrário dos mais frequentes, a partir da parede externa do tubo digestivo (tecido conjuntivo). Eles representam menos de 1% dos tumores digestivos malignos e fazem parte da família dos sarcomas (10% do total de sarcomas). Este tumor pode aparecer em qualquer local do tubo digestivo mas desenvolvem-se mais no estômago e intestino grosso. A sua metastização tem local privilegiado a nível do fígado e da cavidade abdominal.

Anualmente, o carcinoma do rim (RCC) ocorrem em 8.000 pessoas, destes 5.000 são homens e 3.000 são mulheres. O mais frequente é o carcinoma renal (85% dos casos) que se exprime sobre diferentes formas, sendo o mais frequente o carcinoma renal de células claras, em 75% dos casos. Este tipo de tumor afeta geralmente um só rim e tem uma baixa frequência nos adultos superiores a 50 anos de idade.

O Sunitinib é utilizado no tratamento de doentes com os seguintes tipos de cancro:

1. Tumores do estroma gastrintestinal (GIST): trata-se de um tipo de cancro (sarcoma) do estômago e do intestino no qual se verifica um crescimento descontrolado das células dos tecidos de suporte destes órgãos. O Sunitinib é utilizado em doentes com GIST nos casos em que os tumores não podem ser removidos cirurgicamente ou quando estes se tenham propagado a outros órgãos, ou quando o tratamento com imatinib (outro medicamento anti-cancerígeno) tenha falhado ou não tenha sido tolerado pelo doente.
2. Carcinoma das células renais (RCC): trata-se de uma forma de cancro renal que afeta as células dos túbulos renais. O Sunitinib é utilizado quando o cancro se encontra num estado avançado ou se tenha propagado a outros órgãos.

 

Programa Nacional Pigart: Inicio em Setembro 2008

O projeto Pigart (Patient Information about GIST And Renal Carcinoma Treatment) é uma iniciativa da AEOP e conta com o apoio exclusivo da Pfiser. Este tem dois objetivos:
1. Criação de 2 Brochuras, uma para o Gist e outra para o Carcinoma Renal, para ser distribuído aos doentes portadores destas patologias com a finalidade de lhes permitir uma maior informação e acompanhamento no seu tratamento;
2. Estudo observacional com a avaliação das toxicidades provocadas pelo tratamento destas patologias com novas terapêuticas dirigidas (Sutent) e a sua interferência na qualidade de vida destes doentes.

Trata-se de um projeto de âmbito nacional, a decorrer nas diferentes unidades oncológicas que trabalham com estes doentes e tem uma duração prevista de dois anos.

Em Setembro iniciou-se a 1ª fase. Em finais de Novembro haverá reunião nacional de investigadores para se avaliar a primeira fase e se avançar para a Fase II. Posteriormente se fará a apresentação pública dos documentos informativos produzidos.

 

Novembro 2008: Reunião de Investigadores

Decorreu na Pousada de Santa Cristina, em Coimbra, no passado dia 29 Novembro, Reunião de investigadores do projeto Pigart, com a presença dos enfermeiros coordenadores dos diversos centros propostas para implementação do estudo: IPO Porto; IPO Coimbra; IPO Lisboa; HUC; Hosp. Santa Maria; Hosp. S. João; Hosp. Garcia Orta; Hosp. Setúbal.

Nesta reunião os presentes discutiram e acertaram os pormenores para a criação e implementação de dois documentos de informação ao doente portador com GIST e Carcinoma Renal metastizado. A finalidade destes documentos é permitir uma maior informação e acompanhamento no seu tratamento.

 

Janeiro 2009: Inicio da Submissão do estudo

Estruturado o estudo Observacional PIGART: Patient Information about Gist and Renal Carcinoma Treatment, os centros aderentes ao projeto submetem o mesmo ás autorizações hospitalares.

Objetivo Principal

Avaliação do perfil de toxicidade da utilização do Sunitinib no carcinoma renal metastizado e no GIST.

Objetivo Secundário

– Analisar a qualidade de vida nos doentes submetidos a terapêutica com Sunitinib durante um período equivalente a 48 semanas de tratamento (num total de 8 ciclos consoante a periodicidade dos mesmos).
– Validação nacional do Questionário QoL aplicado a estes doentes.

Brevemente lhes daremos mais notícias sobre o desenvolvimento deste projeto nacional

 

Maio 2009: Apresentação pública dos Documentos GIST e RCC

À margem da Reunião Anual que decorreu em 21 Maio 2009 no Hotel Meliá Gaia Porto, perante um grupo de 30 enfermeiros convidados representativos da pratica com doente com estas patologias, foi apresentado dois documentos de Educação para o doente sobre GIST e RCC.

Estes documento têm a finalidade de possibilitar aos doentes com estas patologias, a fazerem tratamento específico, uma maior e melhor informação assim como orientação especifica sobre a forma correcta de fazer o tratamento, suas possíveis acções colaterais e dicas importantes de prevenção destes efeitos indesejáveis.

É mais uma atividade com a marca AEOP, com a colaboração da Pfizer

 

Regional nurses advisory board, Bruxelas, 14 Junho 2010

No dia 14 Junho 2010 decorreu em Bruxelas o Regional nurses advisory board, onde a AEOP apresentou o desenvolvimento projeto PIGART em Portugal, seus objetivos, o percurso da sua implementação e a situação atual do estudo.

Tratou-se de um evento onde estiveram representados um painel de cerca de enfermeiros experts na área, representativos de Portugal, Dinamarca, Noruega, Finlândia,, Suécia, Holanda, Bélgica, Irlanda e Suíça

 

Julho 2010: Final Recrutamento

Com o fim de recrutamento do estudo, ficamos com 32 doentes:
– Clínica Urologia IPOP – 25 doentes
– Unidade Oncologia Garcia da Orta – 2 doentes
– Hosp. Dia Oncologia Setúbal – 2 doentes
– Clínica Pele do IPOP – 2 doentes
– Hosp. Dia Oncologia Évora – 1 doentes
– Hosp. Dia Oncologia Feira – 0 doentes

Passamos à fase de análise estatística